NA NETFLIX: Ojka (Idem)

O diretor quis fazer uma farsa, quase paródia, com movimentos exagerados e pouco engraçados

07/07/2017 08:49 Da Redação
NA NETFLIX: Ojka (Idem)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

 

Ojka (Idem)

Coréia do Sul, 17. Direção de Joo Ho Bong. Com Tilda Swinton (papel duplo), Jake Gylenhaal, Paul Dano, Seo Hyun Ahn, Giancarlo Esposito, Shirley Henderson.

Continua a ser muito difícil descobrir os títulos importantes da Netflix, já que eles não fazem promoção especial a partir de sua estreia, nem identificam nomes de atores (se contentam com o dia da estreia, sem dar detalhes, assim ninguém fica sabendo que esta aventura coreana, além de ter sido feita por diretor importante, participou do Festival de Cannes onde provocou polêmica por estrear diretamente sem antes passar pelos cinemas franceses). Eu tive que procurar no Google o nome do filme, já que Ojka não é exatamente um nome popular e mais uma vez estão colocando palavrões nas legendas, o que é um terror para os pais de família!

O diretor Bong ficou conhecido por um filme de monstro que teve certa repercussão aqui (O Hospedeiro, 06) aliás bem divertido, e prosseguiu com uma história dramática familiar muito tocante chamada Mother a Busca pela Verdade (09) e depois fez uma aventura fantasiosa com elenco internacional chamada Expresso do Amanhã (13, Snowpiercer, Chris Evans, Jamie Bell e Tilda Swinton, que aqui assina como coprodutora e faz papel dupla de gêmeas, ambas malucas). Um dos problemas justamente deste filme é que parcialmente se trata de uma aventura juvenil sobre uma nova raça de porcos que poderá salvar a humanidade da fome (mas como eles serão mais gordos e maiores que os atuais, terão que ser mortos e consumidos, o que um grupo de jovens vem a combater e sabotar). Ou seja, a moral da história é meio confusa, ou se matam os bichos ou morremos de fome!

Enfim, a tal nova raça de porco é grande, gorda e afável, mas como protagonista da história faz muito pouco (apenas na primeira parte quando vive com sua amiguinha oriental) e muito menos ainda quando é transferida para a capital, onde se depara com outros semelhantes (mas isso também não ajuda muito o filme). Talvez porque o diretor quis fazer uma farsa, quase paródia, com movimentos exagerados e pouco engraçados. Também muita correria e confusão, mas à primeira vista não me pareceu nem um pouco atraente ou comercial, tive a impressão inclusive de que a versão para a TV foi reduzida em sua metragem. Exemplo do grande erro é a presença de Jake Gyllenhaall que faz um repórter de TV que fala sobre animais e não pode estar tresloucado e patético. Não creio tampouco que crianças de bom juízo tenham maior vontade de ter um Ojka de pelúcia em casa.

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho é jornalista formado pela Universidade Católica de Santos (UniSantos), além de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados críticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veículos comunicação do país, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de São Paulo, além de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a década de 1980). Seus guias impressos anuais são tidos como a melhor referência em língua portuguesa sobre a sétima arte. Rubens já assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e é sempre requisitado para falar dos indicados na época da premiação do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fãs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleção particular dos filmes em que ela participou. Fez participações em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minisséries, incluindo as duas adaptações de “Éramos Seis” de Maria José Dupré. Ainda criança, começou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, além do título, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informações. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionário de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o único de seu gênero no Brasil.

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro
30 fotos grátis na 1a compra BF3