Sucesso Polmico de Aquarius de Kleber Mendona Filho

Rubens Ewald Filho mostra a sua verso sobre o mais importante filme exibido em Gramado no Festival deste ano

07/09/2016 00:10 Por Rubens Ewald Filho
Sucesso Polêmico de Aquarius de Kleber Mendonça Filho

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

Sucesso Polêmico de Aquarius de Kleber Mendonça Filho

Estive em Gramado onde transcorreu com sucesso o Quadragésimo Quarto Festival de Cinema (ano que vêm chegaremos aos simbólicos 45, um récorde para festivais brasileiros!). Sou um dos curadores, isto é, junto com mais dois críticos fazemos a seleção dos filmes que vão concorrer ou mesmo serem apresentados fora de concurso. Gramado é uma cidade encantadora e votada como a mais desejada pelos turistas nacionais. Mas é sempre difícil fazer escolhas (felizmente faço parceria muito bem sucedida com o critico gaucho Marcos Santuário) e por isso ficamos muito felizes com o sucesso retumbante do filme de abertura de Aquarius do pernambucano Kleber Mendonça (ele é um critico e professor de cinema,velho companheiro nosso no Festival de Cannes e a qualidade do seu trabalho é um belo exemplo de como também no Brasil críticos e intelectuais podem fazer bom cinema!).

Co-produzido por Walter Salles e Carlos Diegues, o filme foi bem recebido no recente Festival (onde provocou certa polêmica ao fazer protesto contra o atual presidente da República), mas no momento e aqui em Gramado, eles não recorreram a protestos, talvez pela unanimidade com o filme. O primeiro grande acerto do diretor foi chamar Sonia Braga, que há muitos anos vive em Nova York participando de filmes e series de americanas, visitando o Brasil muito ocasionalmente. A verdade é que ela não recebeu convites que sabiam usar sua idade madura (parece que 66 anos) num projeto com conteúdo inteligente e atual. Pois a minha querida e antiga amiga Sonia nunca teve melhor interpretação de sua carreira. Embora sempre tenha sido um animal cinematográfico (ou televisivo), extremamente sensual, fazendo tudo com verdade e empatia, nunca lhe deram um papel /personagem que fosse um verdadeiro desafio. Fazendo o papel de uma escritora que vive num apartamento de frente para o mar em Recife (onde só ocasionalmente recebe a visita dos três filhos), vivendo com sua empregada de confiança. Mas o jovem herdeiro de uma construtora tem planos ambiciosos para o lugar que vai manter o nome justamente de Aquarius e, de repente, sozinha tem que enfrentar as sabotagens que irão culminar num final muito forte e até chocante.

Durante todo o filme também acompanhamos a trajetória da protagonista que é viúva, sofreu uma operação que lhe exterminou um seio com câncer, frequenta a praia em frente onde já tem amizade com os salva-vidas, convive com as amigas da mesma idade, ouve seus velhos discos LPs. O único defeito que achei foi o começo que e um pouco desajeitado e os atores jovens nem sempre lembram os que irão interpretá-los mais velhos e não acho que o filme possa ter censura mais livre porque tem alguns momentos de sexo explícito. De certa forma, também é um retorno ao mesmo ambiente e região do bom filme anterior de Kleber, o primeiro longa, O Som a Seu Redor.

Na verdade sinto que estou passando por cima de uma analise mais profunda de um filme muito rico em conflitos sociais, que vai desenhando aos poucos um incrível retrato de mulher no que vem a ser, ao menos até agora, um trabalho excepcional e o melhor filme brasileiro do ano. Também obviamente deveria ser o indicado nosso ao Oscar estrangeiro. Não percam.

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho jornalista formado pela Universidade Catlica de Santos (UniSantos), alm de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados crticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veculos comunicao do pas, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de So Paulo, alm de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a dcada de 1980). Seus guias impressos anuais so tidos como a melhor referncia em lngua portuguesa sobre a stima arte. Rubens j assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e sempre requisitado para falar dos indicados na poca da premiao do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleo particular dos filmes em que ela participou. Fez participaes em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minissries, incluindo as duas adaptaes de “ramos Seis” de Maria Jos Dupr. Ainda criana, comeou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, alm do ttulo, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informaes. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionrio de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o nico de seu gnero no Brasil.

Linha
Todas as mterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantm voc conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar voc pode compartilhar suas preferncias, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se j!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro